O caso das velhinhas

Caso das velhinhas imagem

Você já teve um problema em que pensou em entrar com uma ação judicial mas adoraria resolve-lo extra judicialmente?

Como a história das duas senhoras (uma contava 90 e a outra 102 anos) amigas e vizinhas há 30 anos. Imagina que romperam a amizade por um fato ocorrido há alguns anos.

As amigas foram ao centro da cidade em São Paulo fazer compras. Uma delas teve a bolsa subtraída por um trombadinha e a outra apressou-se em correr atrás do pivete e, pasmem, recuperou a bolsa da amiga. Parece que esta não agradeceu devidamente e, como retaliação não foi convidada para o aniversário da outra jovem senhora. Assim, rompeu-se a longa amizade.

Anos depois uma entra com uma ação contra outra para subir o muro que separava as casas em 80 centímetros alegando privacidade e segurança. A outra não aceita respondendo que a sombra do muro seria prejudicial às suas plantas. O juiz tentou incansavelmente durante várias audiências um acordo entre as partes, mas nenhuma estava disposta a ceder. Passada uma semana da decisão do juiz – o muro deveria subir 40 cm – as duas voltaram ao fórum, amicíssimas novamente pra agradecer ao juiz e levar um bolo de fubá. Ele ficou bem curioso e perguntou sobre o muro. Resposta: demoliram e no lugar colocaram apenas um pequeno portão entre as casas. Esse é um típico caso que não deveria ocupar o Judiciário. Claro que senhoras precisam resolver o conflito, mas pelo processo colaborativo, provavelmente teria sido mais rápido, econômico e amigável, evitando desgosto entre as jovens senhoras.

Autora: Dora Awad

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s